“Sou feliz, duas palavras que se unem em perfeita sincronia. Hoje posso dizer sem medo de errar e com convicção que a felicidade invadiu a minha alma e eu a deixei ficar. Reguei todos os sorrisos que a vida me presenteou, cuidei das flores que encontrei no caminho, sequei as lágrimas, doei abraços, colhi amor. A felicidade veio depois de uma tempestade devastadora, transformando a inquietação em calmaria, silêncio, poesia, semelhante a um vento suave, entrou e fez guarida em meu coração.”
Goreth Maia. 


“Eu quero casar com você. Quero te acolher nos meus braços, acordar do seu lado, quero ser o primeiro a te da bom dia. Quero te levar pra tomar banho nas costas, quero calar sua boca com beijos, por não aguentar você cantar a mesma música de sempre. Eu quero escolher a roupa que você vai usar para o nosso passeio ao cinema. Quero ao publico gritar o quanto eu estou feliz, por você ter me escolhido para está ao seu lado, pra ser o seu amor. Quero que você me faça sentir todo santo dia, que não precisa de mais ninguém, só de mim. Quero te mandar todos os dias cartas de amor, te lembrando que você foi, e sempre será o meu primeiro amor. Quero Te mandar buquês de flores com pedido de casamento, como se fosse o nosso primeiro encontro. Eu quero fazer amor com você da forma mais sem vergonha e romântico, do jeito que só a gente faz. Eu quero acordar sussurrando no teu ouvindo, dizendo o quanto eu te amo e que eu me apaixonado por você, a cada vez que ouço o som da tua voz. Quero pegar no sono por assistir o seu filme preferido e te levar nos braços pra nossa cama. Quero te provar o quanto eu amo ve o teu sorriso, ser o motivo dele e ve-lo logo pela manhã. Quero brigar com você por aquele ciúme bobo, e você me acalmando com suas carícias e mimos, dizendo que eu sou o amor da sua vida. Quero me perder nos teus beijos, no chamego do teu corpo, indo parar no chão, no sofá, no tapete, na pia, no chuveiro, na cama, matando a saudade da nossa pegação amorosa. Quero ouvir da sua boca, o quanto me ama, o quanto é feliz por me ter e que ninguém nesse mundo é capaz de ocupar o meu lugar. Quero ser a sua felicidade, assim como você é a minha. Eu quero te fazer feliz, assim como você me faz.”
Pablo Henrique Dantas.     

“Eles terminam, mas ainda se amam, por vingança ou mera vaidade, ele decide se entregar a primeira que passa pra mostrar o quando aquilo não o afeta, mas o afeta, e nem percebe que está procurando uma história que não convêm pra nenhum dos lados. Ela sente uma certa inveja por saber que ainda sente algo por alguém que parece não se importar com isso, mas agora ele está com outra, e ela finalmente percebe seu coração fora do lugar. Com o tempo acabam se tornando amigos outra vez, e as perguntas são inevitáveis - e aí? se sente feliz agora? - me sinto muito bem - Mas não se sente, imbecil. Vive com a certeza de que deixou pra traz não só um relacionamento, mas a certeza de uma felicidade absoluta. Ele nunca disse a falta que ela faz, a história sempre se conclui com dois idiotas orgulhosos que vivem na saudade, mas não admitem o quanto precisam um do outro.”
Sean Wilhelm.   

“Sabe a tua companhia? Então, ela é a melhor do mundo. Sei que muitas vezes brigamos feito duas crianças, mas ainda sim cada minuto ao teu lado é inesquecível. Eu não troco um minuto ao lado teu, por saidinhas, festas, praia, piscina ou qualquer outra coisa similar. Por que, nada te substitui, nada se compara a você. Eu te quero 24 horas por dia e ainda é pouco, muito pouco.”
Cola em mim pra nunca mais soltar.    

“Desejo a você: Cheiro de jardim. Namoro no portão. Domingo sem chuva. Segunda sem mau humor. Sábado com seu amor. Filme do Carlitos. Chope com amigos. Crônica de Rubem Braga. Viver sem inimigos. Filme antigo na TV. Ter uma pessoa especial - e que ela goste de você. Música de Tom com letra de Chico. Frango caipira em pensão do interior. Ouvir uma palavra amável. Ter uma surpresa agradável. Ver a Banda passar. Noite de lua cheia. Rever uma velha amizade. Ter fé em Deus. Não ter que ouvir a palavra não. Nem nunca, nem jamais e adeus. Rir como criança. Ouvir canto de passarinho. Sarar de resfriado. Escrever um poema de amor, que nunca será rasgado. Formar um par ideal. Tomar banho de cachoeira. Pegar um bronzeado legal. Aprender um nova canção. Esperar alguém na estação. […]Uma festa. Um violão. Uma seresta. Recordar um amor antigo. Ter um ombro sempre amigo. Bater palmas de alegria. Uma tarde amena. Calçar um velho chinelo. Sentar numa velha poltrona. Tocar violão para alguém. Ouvir a chuva no telhado. Vinho branco. Bolero de Ravel. E muito carinho meu.”
Carlos Drummond de Andrade.   

“Não vou correr atrás de você, e muito menos correr de você. Tô aqui, no mesmo lugar, você sabe o caminho.”
Soulstripper.

“Foi por ouvir Tua voz. Foi por ouvir Tua voz que minhas terras inférteis começaram a ser semeadas. E logo vi, bem ali, a Tua semeadura dar frutos. Eu vi um pequeno broto. Esperança. Eu vivia no árido. Seco. Sem frutos e sem chuvas. Como um deserto. Mas desertos são quentes, e eu, congelada. Coração teimoso, eu mesma permiti que ele se esfriasse. Mas um dia isso se quebrou. Conheci Teu amor. Tua paz. E não havia outra maneira, me entreguei. E me entregararia quantas vezes fosse preciso. Eu era seca, Teu amor me regou. Eu era amarga, Teu amor me adoçou. Eu era fria, Teu amor me incediou. Era nada, e continuo sendo nada. Um nada com um Deus grande.”
Manuscrituras 

“Há umas plantas que nascem e crescem depressa; outras são tardias e pencas. O nosso amor era daquelas; brotou com tal ímpeto e tanta seiva, que, dentro em pouco, era a mais vasta, folhuda e exuberante criatura dos bosques. Não lhes poderei dizer, ao certo, os dias que durou esse crescimento. Lembro-me, sim, que, em certa noite, abotoou-se a flor, ou o beijo, se assim lhes quiserem chamar, um beijo que ela me deu.”
Machado de Assis.